Trabalho

Como sou uma pessoa com grande apreço pelo trabalho, é natural que o preze. Daí a inspiração para o que se segue…
 
É no reino da balbúrdia
Que se dizem diligentes.
Que ideia estapafúrdia
É estandarte dessas gentes.
 
É folga todos os dias
Neste reino de encantar.
A labuta entre folias
Serve só p’ra disfarçar.
 
Gozam bem os bons galenos,
Riem-se os agricultores.
Os polícias no terreno
parecem aviadores.
 
"Muito me doi a barriga."
-Diz a arfar o professor.
"Que piada, eu que lho diga…"
-Returque-lhe o director.
 
Já lançou uma factura
Neste dia tão notório,
Pois trabalhou com fartura
A empregada de escritório.
 
Trauteiam para os seus pares
Uma piada inocente.
Os ministros dão os ares
De troçar do presidente.
 
P’ra quem não se acreditar,
Eu não digo isto à toa:
"Pode sempre constatar
Quem viaja até Lisboa".

Sobre Sérgio O. Marques

Licenciado em Física/Matemática Aplicada (Astronomia) pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e Mestre em Matemática Aplicada pela mesma instituição, desenvolvo trabalho no PTC (Porto Technical Centre) - Yazaki como Administrador de bases-de-dados. Dentro o meu leque de interesses encontram-se todos os temas afins às disciplinas de Matemática, Física e Astronomia. Porém, como entusiasta, interesso-me por temas relacionados com electrónica, poesia, música e fotografia.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Uma resposta a Trabalho

  1. Céu diz:

    Tás aqui, tás a levar com uma factura de 500 páginas <_<

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s