Ter um amigo

É ter quem uma lágrima verta
Que me desanuvie vãs tristezas
E com punho, braço e força me erga
Quando só, padeço nas profundezas.
 
É ter de regozijo o seu sorriso
E quem em mim tenha fé e eu nele zelo
E, com uma cândida palavra, acolhê-lo
Sempre que se desacerte em seu juízo.
 
É estar calado num afável sentir.
É ter quem me abra o pensamento
E comprazer em me não mentir.
 
É ter em si a minha vontade
E a sua alegria para comigo
É ser assim, ter um amigo.

Sobre Sérgio O. Marques

Licenciado em Física/Matemática Aplicada (Astronomia) pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e Mestre em Matemática Aplicada pela mesma instituição, desenvolvo trabalho no PTC (Porto Technical Centre) - Yazaki como Administrador de bases-de-dados. Dentro o meu leque de interesses encontram-se todos os temas afins às disciplinas de Matemática, Física e Astronomia. Porém, como entusiasta, interesso-me por temas relacionados com electrónica, poesia, música e fotografia.
Esta entrada foi publicada em Poemas. ligação permanente.

Uma resposta a Ter um amigo

  1. Vera diz:

    Obrigada. Tb gostei muito dos teus poemas especialmente deste. tb gosto de fazer poemas quando tenho tempo.Poderemos ser Amigos. Beijinhos Vera

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s