As maravilhas do mundo

Relatório 2008: Charadas democráticas minam Direitos Humanos.
Human Rights Watch salienta abusos no Paquistão, Quénia, China, Somália

As democracias constituídas estão a aceitar eleições fraudulentas e injustas por interesses de expediência política (interesses económicos e comerciais), disse-o a Human Rights Watch ao publicar o seu relatório World Report 2008. Ao permitir que autocratas (ditadores) se mascarem de democratas, sem exigirem que estes defendam os direitos civis e políticos que legitimem uma sã democracia, os Estados Unidos, a União Europeia e outras democracias influentes arriscam-se a minar os direitos humanos em todo o mundo.
(…)
Sérios abusos dos Direitos Humanos estão a alimentar o agravamento da crise humanitária na Somália e na região do Ogaden na Etiópia Oriental.
(…)
O governo do Sudão detém a maior responsabilidade pelos cinco anos na crise de Darfur. Aproximadamente 2,4 milhões de pessoas foram deslocadas e 4 milhões vivem dependentes da ajuda humanitária. Nas últimas semanas, povoações na parte oeste de Darfur têm sido atacadas, tornando-se pernicioso para os civis residentes, uma vez que ambas as partes insistem em ignorar a lei internacional humanitária.
O governo militar de Burma, notabilizado por décadas de violência, usou de força brutal em Agosto e Setembro como resposta aos protestos pacíficos envidados por monges, activistas pró-democráticos e outros cidadãos. Centenas de pessoas ainda se encontram arbitrariamente detidas.
No Sri Lanca, a intensa guerrilha entre os Tigres Libertadores do Tamil Eelam e as forças governamentais, resultaram em ataques intencionais e indiscriminados a civis.
O cerco levado a cabo por Israel à faixa de Gaza nega alimentação, combustível e material médico essenciais à sobrevivência a cerca de 1,4 milhões de residentes, uma pena colectiva que viola a lei internacional. Grupos armados palestinianos continuam o lançamento indiscriminado de ataques fulminantes em zonas fortemente povoadas de Israel também em desacordo com a lei internacional.
(…)
A Human Rights Watch advertiu que a realização dos Jogos Olímpicos na China está a exacerbar os problemas de expropriações forçadas, abusos dos direitos dos trabalhadores migratórios e dos recursos a prisões domiciliárias para silenciar dissidentes. O governo chinês persegue advogados e activistas pró-humanitários.
(…)
Abusos dos EUA contra degredados da tão famigerada "guerra contra o terror" são uma grande preocupação; 275 detidos são mantidos na baía de Guantanamo sem quaisquer acusações. Alguns deles lá continuam mesmo depois de ilibados pelo governo porque não podem voltar ao país de origem e porque nenhum outro país lhes dá guarida.
Os Estados Unidos continuam a ter a maior taxa de encarcerados no mundo, com a quantidade de negros seis vezes superior à de brancos.
(…)
A Human Rights Watch disse que as democracias constituídas estão predispostas a ignorar abusos e fraudes eleitorais por parte de terceiros com o receio do acesso a recursos económicos e comerciais ou pelos requerimentos impostos pela luta contra o terrorismo.
Disse ainda que os Estados Unidos e a União Europeia deveriam insistir que os governos fizessem algo mais do que uma simples eleição e exigirem que estes defendam os direitos garantidos pela lei internacional, incluindo imprensa livre, liberdade de associação e um escrutínio secreto.
(…)
Os Estados Unidos e alguns aliados tornaram inexequível a exigência sobre outros governos com vista à defesa dos Direitos Humanos, quando estes cometem abusos associados à luta contra o terrorismo. E quando governos autocratas deflectem críticas pela violação de Direitos Humanos, mascarando-se de democratas, a defesa global dos Direitos Humanos é posta em perigo.
(…)

O artigo pode ser visto aqui.

Sobre Sérgio O. Marques

Licenciado em Física/Matemática Aplicada (Astronomia) pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e Mestre em Matemática Aplicada pela mesma instituição, desenvolvo trabalho no PTC (Porto Technical Centre) - Yazaki como Administrador de bases-de-dados. Dentro o meu leque de interesses encontram-se todos os temas afins às disciplinas de Matemática, Física e Astronomia. Porém, como entusiasta, interesso-me por temas relacionados com electrónica, poesia, música e fotografia.
Esta entrada foi publicada em Notícias e política. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s