Difícil amar

É mais fácil prosternar,
Construir a destruição
Dum afoito arruinar
Num feroz arrojo ao chão.
Difícil é ter a coragem
De, do nada, edificar
Alento e, com paixão
Voar, seguir viagem.
É mais fácil condenar
Fútil erro oco e vazio,
Vão engano, um tropeçar
Do destino gelado e frio.
Difícil é saber perdoar
Com imenso céu no coração
Um mesquinho atraiçoar
Preciso de redenção.
É mais fácil ferir,
Trazer a morte, o sofrimento,
Mutilar, fazer cair,
Causar descontentamento.
Difícil é poder salvar
Do mal a quem carece
De um abraço, é saber escutar
Duma lágrima, aflita prece.
É mais fácil odiar.
Difícil é amar.

Sobre Sérgio O. Marques

Licenciado em Física/Matemática Aplicada (Astronomia) pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e Mestre em Matemática Aplicada pela mesma instituição, desenvolvo trabalho no PTC (Porto Technical Centre) - Yazaki como Administrador de bases-de-dados. Dentro o meu leque de interesses encontram-se todos os temas afins às disciplinas de Matemática, Física e Astronomia. Porém, como entusiasta, interesso-me por temas relacionados com electrónica, poesia, música e fotografia.
Esta entrada foi publicada em Poemas. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s