És mil rosas

És mil rosas que florescem viçosas
Em vasto roseiral de ametista
E várzea de paixões graciosas,
Maravilhosa escultura de um artista.
 
És o quente fogo púrpura e ladino,
Genuíno cravo de safiras ciano,
Rosa, da cor do mundo que pinto
E me inflama, doido, o peito insano.
 
És terno malmequer de nascer selvagem
Corado de rubro cerúleo ao fim da tarde,
Bruma rósea matinal meiga e alarde.
 
És a rosada fragrância de cem carinhos,
Doce inspiração de fresca aragem.
Colher-te-ia para mim, mas tens espinhos.

Sobre Sérgio O. Marques

Licenciado em Física/Matemática Aplicada (Astronomia) pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e Mestre em Matemática Aplicada pela mesma instituição, desenvolvo trabalho no PTC (Porto Technical Centre) - Yazaki como Administrador de bases-de-dados. Dentro o meu leque de interesses encontram-se todos os temas afins às disciplinas de Matemática, Física e Astronomia. Porém, como entusiasta, interesso-me por temas relacionados com electrónica, poesia, música e fotografia.
Esta entrada foi publicada em Poemas. ligação permanente.

2 respostas a És mil rosas

  1. 남철 diz:

    잘 보았읍니다 ,  나의 소중한 친구님  ,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,hug,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,,

  2. Júlia diz:

     
    Todas as rosas têm espinhos, meu amigo, o que é preciso é saber retirá-los com cuidado. Apesar dos espinhos, gostei muito do teu poema.
    Abraço
    Júlia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s