Menina era Estrela

Menina era Estrela,
A estrelinha de sua mãe.
Quando brincava, pulava,
E quando saltava, corria.
Sempre que corava parecia
Mais bonita do que ninguém.
Morava, linda, ao fim da rua
Num andar enamorado,
De dia, com o sol raiado
De noite, com a luz da lua
A enfeitiçar com candura
Qualquer poeta inspirado.
Quão formosa, quão bela,
Põe-se de pé à janela,
Cabelos ao vento a luzir,
A toda a gente a sorrir,
Com um sorriso de encantar.
Janela, de par em par
Aberta, p’ra poder vê-la.
Pois tanta beleza tem!
Menina era Estrela
A estrelinha de sua mãe.

Sobre Sérgio O. Marques

Licenciado em Física/Matemática Aplicada (Astronomia) pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e Mestre em Matemática Aplicada pela mesma instituição, desenvolvo trabalho no PTC (Porto Technical Centre) - Yazaki como Administrador de bases-de-dados. Dentro o meu leque de interesses encontram-se todos os temas afins às disciplinas de Matemática, Física e Astronomia. Porém, como entusiasta, interesso-me por temas relacionados com electrónica, poesia, música e fotografia.
Esta entrada foi publicada em Poemas. ligação permanente.

2 respostas a Menina era Estrela

  1. Júlia diz:

     
    Que bonito este poema, Sérgio, e que ternurento… Gostei muito.
    Abraço

  2. 남철 diz:

    잘 보구 감니다 . 나의 소중한 천사친구님 ,, 오늘도 행복한 하루 보내세요 ,,,,,,,,,,,,,hug,,,,,,,,,,,,,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s