Quem sou

Levantei âncora e zarpei a esmo
Na eminente demanda de me encontrar
Para aprender quem sou eu mesmo,
O que me é sonho, o que me faz sonhar.

Voei com asas d’águia e garra de condor
E vi-me reflexo do sol d’alegria que m’aquece.
Desci aos confins da sombra que me traz dor,
Imensa bruma da tristeza que m’entristece.

Procurei-me num pequeno búzio colorido,
Amor esquecido numa branca praia muito além,
Numa flor desse jardim que é um grande amigo.

Naveguei pelo mar ao fim do mundo até.
Acabei, cansado, a encontrar ninguém,
Um estranho alguém quem não sei quem é.

Sobre Sérgio O. Marques

Licenciado em Física/Matemática Aplicada (Astronomia) pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e Mestre em Matemática Aplicada pela mesma instituição, desenvolvo trabalho no PTC (Porto Technical Centre) - Yazaki como Administrador de bases-de-dados. Dentro o meu leque de interesses encontram-se todos os temas afins às disciplinas de Matemática, Física e Astronomia. Porém, como entusiasta, interesso-me por temas relacionados com electrónica, poesia, música e fotografia.
Esta entrada foi publicada em Poemas. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s