Onde estavas?

Onde estavas quando trovejava,
Deixando o sol caiar
A penumbra no ar danada?
Que era de ti quando o chão fendia
Engolindo a esperança num trago,
Tragando réstias de alegria?
Onde andavas quando o mundo parou,
A música deixou de ser música
E a arte, de ser arte deixou?
Onde ias quando a treva veio
Trazendo lúgubre a escuridão,
Penitência do meu anseio?
Que fazias quando a vida se me desfez,
Dissolvida em vis sabores,
Duro golpe sem arnês?
Que era de ti quando, cabisbaixo,
Percorria as noites sem tino,
Sem vontade e sem destino?
Onde estavas quando perdeu a vontade
O meu pobre coração de bater
Com cada lágrima de saudade
Em olhos húmidos a escorrer?
Levada ao longe na tempestade
Que queres agora, na bonança,
Quando és triste lembrança?

Sobre Sérgio O. Marques

Licenciado em Física/Matemática Aplicada (Astronomia) pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e Mestre em Matemática Aplicada pela mesma instituição, desenvolvo trabalho no PTC (Porto Technical Centre) - Yazaki como Administrador de bases-de-dados. Dentro o meu leque de interesses encontram-se todos os temas afins às disciplinas de Matemática, Física e Astronomia. Porém, como entusiasta, interesso-me por temas relacionados com electrónica, poesia, música e fotografia.
Esta entrada foi publicada em Poemas. ligação permanente.

Uma resposta a Onde estavas?

  1. Júlia diz:

    Este poema já mostra uma alma parecida com a minha. Gostei.Abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s