Caí

Caí num buraco
Tão escuro e tão fundo
Nunca mais chegava
Ao centro do mundo.

Olhei o relógio,
A montra da hora
A queda era grande,
Era longa a demora.

Farto de cair,
Ergui a cabeça
E então levantei-me
Com toda a pressa.

Sobre Sérgio O. Marques

Licenciado em Física/Matemática Aplicada (Astronomia) pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e Mestre em Matemática Aplicada pela mesma instituição, desenvolvo trabalho no PTC (Porto Technical Centre) - Yazaki como Administrador de bases-de-dados. Dentro o meu leque de interesses encontram-se todos os temas afins às disciplinas de Matemática, Física e Astronomia. Porém, como entusiasta, interesso-me por temas relacionados com electrónica, poesia, música e fotografia.
Esta entrada foi publicada em Poemas. ligação permanente.

2 respostas a Caí

  1. Tita diz:

    Olá !Como sempre um texto para me pôr a pensar….A meditar.Tua alma é tão nobre que releio sempre o que escreves.Obrigada pelas visitas , pela força e pelas belas palavras…desejo de uma boa semana num xi-coração…

  2. Júlia diz:

    Caímos uma, duas vezes… até que chega a altura de nos levantarmos e seguir em frente.Vejo agora que já não vinha ao teu blogue há um bom tempo mas, quando venho, sinto sempre um grande prazer no que leio.Um grande abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s