Vida que queria para mim

Entre a canízia da moita,
À noite, canície ao luar,
Vislumbro um vulto.
Será um viandante que ali pernoita,
Apenas um homem culto
Por ali a divagar
Ou a vista que me engana
Nesta conezia do tempo meu?
Quiçá, alguém que se esqueceu
No frio gelado lá fora
De tudo o que tanto ama,
Alguém perdido em melancolia
Que a vida abandonou;
Quiçá, alguém cheio de alegria
Que por ali se encontrou.
É pequena a janela do meu quarto
Que na noite de insónia vem,
Calvas moiteiras e pasto grado
Estendendo-se muito além;
Ao longe, uma ténue sombra
Que porventura me lembra alguém,
Por ali anda ao relento
Como um estranho mendigo
À procura de um amigo
Sem abrigo, sem alento.
Visto-me para encontrar um caminho
Por entre o pasto a maninho
Mas o gelo debilita a fúria
Nas altas horas que são.
-Sair de casa é incúria!
É desculpa para a longuidão.
Olho de novo a janela
O homem que muito além estivera
Levantara-se e zarpara avante.
Invejo o intrépido caminhante,
Fazer-se ao mundo ignoto, assim,
Calcorreando caminhos estranhos,
Vivendo acasos tamanhos,
Vida que queria para mim.

Sobre Sérgio O. Marques

Licenciado em Física/Matemática Aplicada (Astronomia) pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e Mestre em Matemática Aplicada pela mesma instituição, desenvolvo trabalho no PTC (Porto Technical Centre) - Yazaki como Administrador de bases-de-dados. Dentro o meu leque de interesses encontram-se todos os temas afins às disciplinas de Matemática, Física e Astronomia. Porém, como entusiasta, interesso-me por temas relacionados com electrónica, poesia, música e fotografia.
Esta entrada foi publicada em Poemas. ligação permanente.

3 respostas a Vida que queria para mim

  1. ♫ Дlмα diz:

    Desprovida de qualquer Máscara…Trago o cafezinho da manhã!____░░ __________░░_░ _________░______░ ________(¯`v´¯)___░ _______(¯`(●)´¯)__░ ________(_.^._)_░ _____________░ __(¯`v´¯)___░ _(¯`(●)´¯)___░ __(_.^._)_____░░ ________________░ _____(¯`v´¯)__░░ ____(¯`(●)´¯)░ _____(_.^._)__░ _________________________ _____░░░░░░░░░░ _____░░░░░░░░░░░░ _____░░░░░░░░░░—░ _____░░░░░░░░░░░░ ______░░░░░░░░░ _______░░░░░░░░ ░░░___░░░░░░___░░░ ░░░░______________░░░░ __░░░░░(●)(●)(●)░░░░E um Beijo Imenso…♫ Дlмα ♫http://i347.photobucket.com/albums/p466/murmuriosdalma/VELA.jpg

  2. Júlia diz:

    Belo! Adorei este teu poema, cada dia que passa a tua escrita está mais amadurecida.Grande abraço

  3. Céu diz:

    ▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩████████████████████████████████▩▩▩▩███▩▩▩▩▩█▩▩█▩▩████▩▩▩▩▩▩█▩▩▩▩▩██▩▩▩▩███▩▩████▩▩█▩▩████▩█▩▩█▩█▩▩█████▩▩▩▩███▩▩▩▩██▩▩█▩▩██████▩▩███▩▩▩▩███▩▩▩▩███▩▩████▩▩█▩▩██████▩▩███▩▩█████▩▩▩▩███▩▩▩▩▩██▩▩▩███████▩▩███▩▩▩▩▩██▩▩▩▩████████████████████████████████▩▩▩▩███▩▩▩██▩▩▩▩███▩▩▩██▩▩▩▩███▩▩▩██▩▩▩▩██▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩▩▩██▩▩▩▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩▩▩██▩▩█▩▩█▩▩▩▩██▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩█▩▩▩▩██▩▩█▩▩█▩▩▩▩███▩▩▩██▩▩█▩▩██▩▩▩██▩▩▩▩████████████████████████████████▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▩▒♥▒ Para    ▒♥▒ quem      ▒♥▒ tem         ▒♥▒ um            ▒♥▒ Amigo,               ▒♥▒ não                  ▒♥▒ existe                     ▒♥▒ solidão. Feliz fim de semana.Beijokas da CéuP.S Um pouco ausente, por motivos profissionais!Lindo o teu poema!Abraço Sérgio!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s