Saudades tuas

Empreteço os tempos que me atormentam
O coração ávido dum beijo teu.
A cada segundo volvido aumentam
Saudades tuas, lamento meu.
 
Conto as horas que vêm para te ver,
Ânsia nos meus sonhos em pesadelo
Se sonhar contigo, em te perder:
Sonho, o qual, mais que quero, é esquecê-lo.
 
Lembro o teu sorriso e o olhar sereno
Como as ondas do mar calmo ao fim do dia.
Não sei se é antídoto ou veneno.
 
Mesmo de infinda a distância que nos separa,
Quando, ao longe, sinto a tua voz tão doce e clara
O meu peito pula e salta de alegria.

Sobre Sérgio O. Marques

Licenciado em Física/Matemática Aplicada (Astronomia) pela Faculdade de Ciências da Universidade do Porto e Mestre em Matemática Aplicada pela mesma instituição, desenvolvo trabalho no PTC (Porto Technical Centre) - Yazaki como Administrador de bases-de-dados. Dentro o meu leque de interesses encontram-se todos os temas afins às disciplinas de Matemática, Física e Astronomia. Porém, como entusiasta, interesso-me por temas relacionados com electrónica, poesia, música e fotografia.
Esta entrada foi publicada em Poemas. ligação permanente.

Uma resposta a Saudades tuas

  1. Júlia diz:

    Lindíssimo este teu poema, Sérgio. Sabes como sou romântica e gosto de poemas deste estilo…A saudade é um mal que atormenta muita gente.Grande abraço

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s